TURISTAS DO COMBOIO DA ROVOS RAIL JÁ RESPIRAM ARES DO LOBITO

Dezoito dias depois de terem embarcado no primeiro comboio de luxo da Rovos Rail, em Dar Es Salaam, Tanzânia, os 51 turistas originários de África, América, Europa e Austrália já respiram, desde hoje, terça-feira, os ares da cidade do Lobito, destino final de uma aventura sem igual.

Turistas sul-africanos, norte-americanos, ingleses, suíços, escoceses, holandeses, australianos e neozelandeses, desembarcaram radiantes na estação principal do Lobito, província de Benguela, onde todos aguardavam pelo soar do apito do comboio de luxo, que, pela primeira vez, entrou em Angola, a 26 de Julho, pelo município do Luau, na fronteira com a República Democrática do Congo.

De Dar Es Salaam ao Lobito, destino final, os turistas dos quatro continentes referidos, menos a Ásia, percorreram em 18 dias um total de quatro mil e 800 quilómetros de linha férrea, com escalas na Zâmbia e depois na República Democrática do Congo.

Na quarta-feira, de manhã, os turistas, que já passaram pelas cidades do Luena (Moxico), Cuíto (Bié) e Huambo, no Planalto Central, deixam o Lobito rumo a Luanda, com o objectivo de conhecer a capital angolana.

Antes de seguir à capital do país, os turistas visitam ainda o Forte de São Pedro, na Catumbela, um momento erguido entre 1846-1847, bem como o barco Zaire, no Lobito.

Em Benguela, o roteiro turístico inscreveu visitas à Sé Catedral, construída nos anos finais da década de 60, ao Palácio do Governo Provincial de Benguela e uma breve passagem pela Igreja Nossa Senhora do Pópulo.

O regresso a Dar Es Salaam está previsto para 2 de Agosto, altura em que o comboio levará um novo grupo de 50 turistas que chega a Angola, através do Aeroporto Internacional “4 de Fevereiro”, em Luanda.

É a primeira vez que um comboio turístico percorre o trajecto do oceano Índico ao Atlântico, ligando quatro países, nomeadamente Tanzânia, Zâmbia, RDC e Angola.

Deixar um comentario